Início

04/12/2005

Isaías 1

Ouvi, ó céus, e presta ouvidos, tu ó terra, porque fala o Senhor: Criei filhos, e exalcei-os; mas eles prevaricaram contra mim. O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, a manjedoura do seu dono; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende.

Ai da nação pecadora, o povo carregado de iniqüidade, da semente de malignos, dos filhos corruptores; deixaram ao Senhor, blasfemaram do Santo de Israel, voltaram para trás.

Por que seríeis ainda castigados, se mais vos rebelaríeis? toda a cabeça está enferma e todo o coração fraco. Desde a planta do pé até à cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres, não espremidas, nem ligadas, nem nenhuma delas amolecida com óleo. (...)

Ouvi a palavra do Senhor... Prestai ouvidos à lei do nosso Deus.
‘De que me serve a mim a multidão de vossos sacrifícios? diz o Senhor. Já estou farto dos holocaustos de carneiros, e da gordura de animais nédios; e não folgo com o sangue de bezerros, nem de cordeiros, nem de bodes. Quando vindes para comparecerdes perante mim, quem requereu isto de vossas mãos, que viésseis pisar os meus átrios?

Não tragais mais ofertas debalde; o incenso é para mim abominação e as luas novas, e os sábados, e a convocação das congregações; não posso suportar iniqüidade, nem mesmo o ajuntamento solene: As vossas luas novas, e as vossas solenidades as aborrece a minha alma: já me são pesadas: já estou cansado de as sofrer. Pelo que, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; sim, quando multiplicai as vossas orações, não as ouço, porque as vossas mãos estão cheias de sangue.

Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal. Aprendei a fazer bem; praticai o que é reto, ajudai o oprimido, fazei justiça ao órfão, tratai da causa das viúvas.

Vinde então, e argüi-me, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã. Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra.’
>>Isaías 1: 2 – 6, 10-19

Forte, não é? È Deus claramente chamando o povo à atitude, à vida. Não agüentava todo aquele ritual vazio, estava enjoado da ‘forma’ por si só.

1°- lavai-vos e purificai-vos.
2°- Cessai de fazer mal e aprendei a fazer o bem.
3°- Olhe para as pessoas e aja.
4°- Depois da Ação, da adoração, a Intimidade: Argüi-me!

“Argüir”= repreender, verberar, condenar com razões, revelar, inculcar, impugnar, combater com argumentos, fazer perguntas.

5°- Sejam perdoados!

Um amigo hoje contou que atentou para sua condição de ‘crente formal’, aquele que reproduzia todas as frases montadas até quando orava sozinho em seu quarto, e notou que isso não era intimidade. O que o marcou foi aquela passagem que diz que Jesus olhará para uns e dirá: ‘Apartai-vos de mim pois nunca os conheci!’ Ele disse: nós não éramos íntimos, nós não nos conhecíamos e não tínhamos um relacionamento.

Aqui no texto Deus permite até que o povo o questione, desde que haja um relacionamento bilateral. Desde que haja vida além da liturgia. Isso não é tremendo? Me deu nó na garganta só de pensar na possibilidade de Deus virar o rosto para as minhas mãos estendidas com sacrifícios. É tudo o que eu não quero, seria a pior coisa na minha vida!! Mas é mais tremendo ainda, pensar num Deus que quer ouvir e conhecer meus questionamentos, desde que a minha vida seja o sacrifício vivo. Sua graça que transforma minhas mãos sujas em brancura, e que me promete comer o bem desta terra. Isso tudo é demais pra mim... Não dá para não amá-lo... Estou apaixonada!

3 comentários:

Luiz Felipe Asp disse...

Olá, Bionca.

Finalmente um post novo... coisa boa de se ver. Inda mais se esse post fala da nossa relação com Deus.

Não é exatamente o texto que eu vou comentar, eu li o texto e resolvi compartilhar algo que aconteu na minha reunião de discipulado nesse sábado.

Uma das pessoas na sala tem um certo problema familiar. Ela orou, orou e orou, e esse problema ainda não se resolveu. E ele se decepcionou com o Não de Deus.

Não que ele tenha dito isso. Um outro membro do grupo virou para ele e chamou sua atenção para esse fato. O membro decepcionado não aceitou a idéia de cara.

Eu, pessoalmente, gosto dos salmos de Davi, e chamei a atenção para um detalhe: Davi era um cara que, se estava bem, festejava, se estava mal, chorava. Ele não ficava de poses com ninguém, principalmente com seu Deus.

E ele assumia quando estava decepcionado, desanimado, deprimido, quando olhava pra vida e seu coração não via mais o agir de Deus.

Infelizmente, não são só os erros dos outros que nos magoam. Muitas vezes, são suas respostas sinceras e corretas que nos ferem.

Deus nunca erra, mas é um Pai que diz não e nos mostra coisas duras de vez em quando. Esperar em Deus também é um desafio para a fé e para o ânimo, e não é um desafio fácil.

Quem disser que passa por isso tudo e nunca desanima ou sente dor tem muita sorte ou mente para si mesmo.

Talvez você me chame de herege por dizer isso, mas eu descobri que, se os acertos de Deus me magoam, eu preciso perdoá-lo. Todo relacionamento com mágoas contidas azeda, e esse não seria exceção.

Quando digo isso, repito, não digo que Deus erre ou nos ataque, mas que nosso coração sofre por não ter mais fé, e por desejar coisas que não devemos ter, ou não devemos ter agora. Essa mágoa é um erro do nosso coração, mas, uma vez que está lá, não pode morrer escondida, esmagada em farisaísmo e poses.

Foi uma reunião que demorou pra pegar embalo, mas que rendeu bastante. Você gostaria de estar lá.

Beijos.

PS.: Postei esse comentário no meu blog também.
PS2.: Não me queime na fogueira por favor!

Luiz Felipe Asp disse...

Relaxar? Hoje foi dia 5, segunda feira, e eu sou caixa de banco! Acho que só relaxo depois do dia 15!

Amanda Amorim disse...

Bibs....é de vez enquando leio algo que gosto e exponho pra vcs ....tb adoro-te, meninota...muito...tenho amado nossa amizade, vc é uma menina especial e que me faz muito bem...
Bom resto de semana pra tu...beijoo!