Início

01/05/2006

O Reino das Águas Claras

Vim de lá
Trouxe a mais bela pérola do mar
Para te coroar
Vim de lá
Pela floresta de algas pude andar
Nem sei como eu vou contar
Lá no reino das águas claras
Mágico mundo de jóias raras
Meu passeio mais bonito
Tantos cardumes, que maravilha
Dançando juntos como quadrilha
Onde as cores não tem fim
Todos os seres em harmonia
Tudo transborda alegria
Hoje é dia de festa
Dentro do palácio encantado
Um príncipe escamado vai se coroar

J.Vercilo


{[(...)]}

5 comentários:

orlicsf disse...

{[(...)]}

{[(***)]}

{{(---)]}

{[(°°°)]}

{[(°º°)]}

cinco modelos de coroas que achei no saite do mercado livre do mar...
mas, prefiro a idéia reticente...

... ... ... ... ... ... ...

!!!

orlicsf disse...

uau!!
acho que a idéia de apertar tantas teclas ao mesmo tempo pra gerar os símbolos me deixaram meio adormecido; meus dedos assumiram o controle racional e puseram um "a" aonde não deveria...

[ou teria sido uma tentativa modernista de resgaste nacional?]

se não entende(m), assumo: digitei saite e não site...
tentei apagar, mas não consegui...

ai ai ai...

sitesitesitesitesitesitesitesitesitesitesitesitesitesitesitesitesitesite

[auto punição]

hahahaha

Bianca disse...

hahahaha

Viva a brasilidade!!!

Passou por lá (Floresta de Algas, ou mercado marítimo) pra escolher coroas também, guri?

ai ai ai

Reticências pra nós então!!

...

Bianca disse...

Sobre a tentativa de resgate nacional... hum... Tropicalista, eu diria...
hahaha

Anônimo disse...

"... e na confusão da literatura e da ortografia surgiu o segundo post; vagava longe, permeando espaços muito além das coroas e do reino de águas claras. Mas era incrível como se extendia e proporcionava brotos de idéias que mutavam... (não!!!)... cresciam a outros posts; foi possível concluir que o vercilo que não liderava mais a discussão. Os posts mutaram, agora sim (!!!), para seres de um reino próprio. Transformaram-se em representantes do "nada a ver"... mas preferiam a designação prolixidade; isso mesmo: eram muito muito prolixos."

(Anônimo. In:Ecos da história dos blogs)