Início

20/01/2006

Paixão: este é o tema.

Nós que recebemos a Cristo como Senhor e Salvador de nossas vidas, somos batizados, nosso corpo é templo do Espírito Santo, Ele não passeia nem se retira, Ele habita. E é mandamento que sejamos cheios Dele.

A confusão se dá quando queremos associar à idéia dos gregos que uma pessoa apaixonada, bêbeda, ou qualquer outra coisa não seja responsável por suas atitudes. Tudo bem que um bêbedo faz maluquice, mas ele escolheu beber demais! Um apaixonado faz maluquice também, mas convença ele de que ele não sabe o que está fazendo! Os crentes abrem mão de suas vidas, escolhem carregar uma cruz, abrem mãos de prazeres carnais, abrem mão de bens materiais, se entregam à morte e ao martírio... parece loucura, não parece? Mas também foi escolha! E não tente lhes fazer mudar de idéia!

“Ora o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Porque quem conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.” (1Co 2: 14-16)

“Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus” (2Co 3: 5)

“Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações; a fim de, estando arraigados e fundados em amor, poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, E conhecer o amor de Cristo que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.” (Ef 3: 17-19)

“Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer quanto o efetuar, segundo a sua boa vontade” (Fl 2: 13)

Existem várias outras passagens na bíblia que tratam do controle do Espírito contra o controle da carne. Como diria o Michelângelo, devemos deixar o Espírito Santo guiar nossos pensamentos. O que acontece é que se endurece o coração contra o pensamento de que não somos usados pois temos total controle de nossas atitudes, e é verdade! Porém as atitudes são resultados de nossos pensamentos, e estes são esclarecidos espiritualmente pelo Espírito Santo, tudo o que fazemos e tudo o que renunciamos, é consciente e nos enche de alegria, pois o Espírito de Deus já nos esclareceu as idéias. Se é assim: somos usados, guiados, instrumentos, sim! Loucos convictos!

Paixão é um sentimento levado a um alto grau de intensidade, segundo o Aurélio. Se já somos templo do Espírito Santo, porque a ordem de que fôssemos cheios Dele? A quantidade, a intensidade mudaria alguma coisa? Não sei, deve ter um motivo. E o que me vem a cabeça é Pedro, o figura, em dois momentos e em atitudes diferentes. Ele tinha medo da morte? Tinha muito papo e pouca atitude? Bem, no primeiro momento, ele já seguia a Cristo, tomou a frente várias vezes e pronunciou sua indignação, cortou a orelha de um soldado, mas quando sua vida foi posta em ameaça, negou Jesus por três vezes. Jesus, antes havia perguntado se ele o amava, e ele reconheceu que só gostava. Mesmo assim Jesus disse que guiasse seu rebanho.
No segundo momento, Philip Yancey atribui à ressurreição de Jesus, a convicção dos apóstolos, estes foram suprimidos de qualquer dúvida, e levaram a palavra mesmo que tenha custado a vida de todos. Pedro no segundo momento deu sua vida pela causa.

A igreja está cheia de pessoas gostando e pastoreando, gostando e assistindo, gostando e papeando, mas há também quem é intenso e pastoreie, quem ama e age, quem ama e renuncia a vida!

Paixão é a intensidade com que entregamos nosso coração. E no Reino de Deus, não tem a ver com o emocional descontrolado, antes, com a renovação do nosso entendimento pelo Espírito de Deus. Pelo sofrimento de nossos espinhos. Nossa entrega consciente! Também não estou apaixonada. EU SOU!

12 comentários:

Patropi disse...

Esse é um tema que vai dar muito pano pra cortina...

Muito interessante sua reflexão sobre o pensamento Grego.

Vou pensar no assunto e posto lá no Pôcafe

t.diógenes disse...

bionca!
que legal é ver o seu comentário sobre "paixão"...
realmente, modétia à parte, o pr. rodrigo deveria jogar as mãos para os céus e agradecer por ter alguém como vc. digo isso porque mais uma vez o que vemos é que foi feita uma escolha atabalhoadamente e no impulso de usar a simples idéia da paixão - como a paixão do Orkut, que aliás vc e o marcelo e todo mundo sempre esquece de citar quando vai discutir sobre esse assunto =D - como tema anual de trabalho e ênfase do MAJA.
duvido que ele tenha pensado em trabalhar a paixão nesse aprofundamento e com a perspectiva, com o embasamento teórico que vc nos apresentou.
e é aí que eu acho que a gente entra: na consciêntização do tema real e denso como ele deve ser feito.

marcelo, eu ainda estava pondo os meus pensamentos em ordem - pq eu absorvo tudo tão rápido em sitema de gestalt-osmose, que depois eu tenho que gastar o meu precioso tempo organizando tudo direitinho para que as idéias e opiniões pareçam bonitas para quem vê - sobre o tema anual, e cehguei até a dizer que o tema seria mais interessante como tema de pregação do que de trabalho. mas a tia bionca acabou de me convencer de que eu estava errado a respeito desse assunto.

o que temos que fazer é conscientizar as pessoas da nossa igreja de que a paixão que temos que ter por Cristo não é a paixão patológica, a paixão ardente mundana, sentimentalista e banalizada... é uma paixão diferente, deligada das raízes psico-sócio-línguo-semântico-teológica. uma nova paixão, ou melhor, como diriam os publicitários, um novo conceito em paixão: a paixão que arde sim, onde há um descontrole porque somos controlados e transformados pelo espírito santo de Deus sim, mas também uma paixão plena de liberdade e de confiança no outro, sem o medo dos riscos e da amargura e da decepção e da desilusão porque dessa vez nos apaixonamos pelo "cara" certo!
o homem das nossas vidas.

abaixo o tutti-frutti; viva o feijão!

t.diógenes disse...

p.s. - quero os meus parabéns! eu li o post até o fim!

bjokas

ale disse...

Cara Bionca,

li seus posts at[e o finalzinho.rs
Gostei muito (rs) apesar, de já termos conversado horas e horas sobre isso(rs). Não sei se vc já leu o post no NAS COXIAS sobre o assunto, mas gostaria de saber sua opiñião. Acho que isso conclui nosso tema..rs! Conclusões aqui, conclusões lá. Visão purinha! E viva o café...hehe

bjo gde!

Bianca disse...

Tici, não entendi o lance do orkut, ou o que é que eu e o Marcelo nunca comentamos...
Quer dizer, eu acho que entendi, mas depois a gente papeia...

Parabéns pela paciência em ler tudo. O comentário devia ser sobre o post da Alê e o do Marcelo, mas ficou tão grande, que além de postar aqui eu dividi em dois.

Alê eu li seu texto sim e comentei, mas deu erro, então fiquei com receio de comentar de novo e aparecerem dois comentários iguais.
E parabéns para você também. rs

Bianca disse...

"é uma paixão diferente, deligada das raízes psico-sócio-línguo-semântico-teológica. uma NOVA PAIXÃO, ou melhor, como diriam os publicitários, um novo conceito em paixão: a paixão que arde sim, onde há um descontrole porque somos controlados e transformados pelo espírito santo de Deus sim, mas também uma paixão plena de liberdade e de confiança no outro"
por Ticiano

Tici, já ouviu esta música? Conheci no congresso do Alfa e Ômega em SP. ADORO!

O Teu amor me Alcançou
O Teu olhar me conquistou
A tua voz me encheu de alegria
Com novo óleo me ungiu
Com linho puro me vestiu
De jóias me cobriu, Senhor

Meu desejo é te abraçar, meu amado
Meu maior prazer é te beijar, Jesus

Meu coração alegre
Explode de tanta paixão
E gera em mim uma nova canção
E canto por causa do Teu amor

Minha paixão cresce
Quando em adoração
Sinto o afago do Teu coração
E danço por causa do Teu amor


É bem minha cara, a menina feliz, chorona, boba e apaixonada!
O tema vai dar o que falar, realmente... mas eu achei tão bom... tão mimoso... eu sou apaixonada por Ele, não consigo mentir!

t.diógenes disse...

bee

quando eu falei em "paixão orkut" eu em referia a paixão mais banal que as nossas mentes podem imaginar. é, porue a genet foi fundo na pesquisa em saber o que é paixão, seus significados, etc etc etc... mas quando o tema foi proposto eu ouvi o comentário do tipo:
- fico tão feliz quando eu vejo um jovem que põe lá no orkut assim: paixões - Jesus...

então, a paixão que estamos discutindo não é, a princípio, a mesma paixão coma qual se propoem trabalhar, é beeeeem mais superficial do que imaginamos.

foi isso o que eu quis dizer sobre "paixão orkut". a paixão que realmente nem nos passou pela cabeça discutir, hehe.

bjo bjo

t.diógenes disse...

em tempo:


então, a paixão que estamos discutindo não é, a princípio, a mesma paixão coma qual se propoem trabalhar, QUE é beeeeem mais superficial do que imaginamos.


pra não causar confusões...

Lael disse...

Também li tudo.

Quero meu brinde.
Onde é o posto de troca?

Talvez eu não esteja a altura para inserir comentários nessa discussão, mas acho que cada vez que leio os trechos que você destacou, a intensidade e a clareza das respostas aumenta na mesma proporção em que as pergutas parecem complicar-se. Como em uma esterografia, aonde quanto mais a gente olha para aqueles rabiscos mais imagens escondidas consegue achar.
Sei lá.
Nessas horas fico pensando naquele dito popular de que "se você consegue manter a calma enquanto todos estão perdendo a cabeça é porque você não entendeu a gravidade do problema". Então acho que se as coisas vão ficando mais claras cada vez que leio... acho que na verdade cada vez entendo menos.
Gostava do Raí jogando, mas neste caso prefiro, assim como o VHS, o velho Sócrates: "Só sei que nada sei."

Bianca disse...

Alguém de fama, que não me lembro no momento, disse que a ciência é como a luz que quanto mais intensa clareia os corpos de um lado, mais escura torna a sombra do outro...

Preferi parar de filosofar sobre o assunto e relaxar. Deixar que Deus oriente a forma do trabalho. Afinal de contas, quem cuida saber alguma coisa, ainda não sabe como deveria saber...

Parabéns pela persistência em ler tudo, Lael. E obrigada pelo comentário.

andrevonheldsoares disse...

Quero meu brinde,também (meio atrasado...).
Boa discussão, de que me abstenho por falta de presença na igreja.

Bianca disse...

O brinde são os meus parabéns. Parabéns pessoa, aliás, gostei desta idéia. Bati o recorde de comentários e espero que ninguém perceba que metade deles são meus... rs

Muito esperta... muito esperta...