Início

10/03/2007

Dentro do mesmo time

Entra pela porta da frente
Mas pula para o banco de trás
Abre a janela contente
Pra ver o sol fervendo no ar
E depois que o olhou
Fica sem falar

Escolhe o esmalte meticulosamente
Por ver razões na cor, que irão se explicar
Pra tudo funcionar simplesmente
Como gesto espontâneo, invulgar
E depois da cor
O que virá?

Se o mundo combinar felicidade e tristeza
Dentro do mesmo time
Lugar que não se vá
É o que há pra duvidar
Se é só isso que existe

Vai confirmar o olho que olhou
Ou esperar o sonho
Que ninguém sonhou
Onde você quer chegar?

Espalha graça ao pleno presente
E mesmo ausente é doce sua falta
Espelho é o mar, o lago, meus dentes
Com um beijo posso ver sua alma
E depois que eu vou
Não vou voltar.

Enorme o seu lugar, quase o vento
Mas é dentro de mim mesmo que cabe
Não há vogais a mais no silêncio
Que morre se faltar a palavra
E depois falou:
- preciso mais!


(Nando Reis)

3 comentários:

Robson Wellington disse...

uma blogueira alfaeomeguense
mas vem cá
me ajuda a entender
pq não linkou meu blog?
kakaka
brincadeira (ou não haha q drogaaa!)
super cult seu blog parabéns
bjão

Bianca disse...

E...
Atendendo a pedidos (indiretamente diretos, ou diretamente indiretos... hahah)

Tá lá amigooooo!!!

bjobjo

Gustavo Pereira disse...

n entendi mt a música nem o comentário do robson. hahaha...
brincadeira.
abração